Avenida Indianópolis, 171

Moema - São Paulo - SP

WhatsApp: +55 (11) 95899-1051

Agendamento Online: Clique aqui e marque sua consulta de forma rápida e segura!

Blog do Luba

MENOPAUSA ANTES DO TEMPO

Menopausa-luba-2

Caso antes dos 40 anos você note sintomas como ondas de calor, irregularidade menstrual, insônia e irritabilidade, fique atenta. Pode ser a menopausa que chegou antes da hora.

A menopausa é um período temido por grande parte das mulheres. É o nome que se dá à última menstruação e normalmente acontece dos 40 aos 55 anos. Porém, quando ocorre antes da idade inicial prevista, é chamada de menopausa precoce ou falência ovariana prematura.

Esse problema acomete aproximadamente 1% das mulheres do mundo com menos de 40 anos. Pode surgir através de fatores genéticos, doenças autoimunes, tireoide, infecções que atingem os ovários, doenças metabólicas, como o diabetes mellitus e fatores iatrogênicos (por tratamentos médicos como quimioterapia, radioterapia e retirada cirúrgica dos ovários). Fumantes também apresentam risco maior de desenvolver a menopausa precoce.

Os sintomas podem ser variáveis, como irregularidade menstrual (principalmente atraso menstrual), ondas de calor, irritabilidade, instabilidade emocional, depressão, aumento do peso e ressecamento vaginal ou da pele. Insônia, cansaço, dores no corpo, articulações e músculos, cefaleia, palpitação, formigamento e dificuldade de engravidar naturalmente por um período maior ou igual a 12 meses também figuram nessa lista.

De acordo com Ricardo Luba, ginecologista, obstetra e especialista em reprodução humana, apesar de a menopausa precoce ser uma das causas da infertilidade, a chance de gestação existe. “Nesse caso, o mais indicado é a fertilização in vitro, podendo ser necessário o uso de óvulos de doadora em casos mais graves. Mulheres com histórico familiar de falência ovariana prematura devem considerar a possibilidade de congelamento dos seus óvulos ou embriões, pois ainda não existem testes inteiramente confiáveis para determinar quando a menopausa pode ocorrer”.

Tratamento A menopausa precoce deve ser tratada com reposição hormonal se não houver contraindicações, como doenças cardíacas, câncer de mama, doenças hepáticas, tromboembólicas, lúpus, entre outras. “A reposição hormonal pode ser feita por via oral, dermatológica (adesivos e cremes para a pele), e por implantes subcutâneos e dispositivos intrauterinos”, complementa Luba.

Atividades esportivas também colaboram para o tratamento, conforme explica Jomar Souza, especialista em medicina do exercício e do esporte e membro da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte. “Ajuda a evitar ou amenizar a osteoporose, que costuma estar associada a esse tipo de caso. Exercícios aeróbicos de impacto, como caminhada ou corrida, e os exercícios resistidos, como o pilates ou a musculação, são os mais indicados. Entretanto, a mulher deve primeiro ser avaliada por seu médico e verificar se não existem outras alterações que possam contraindicar aquelas atividades”, aconselha.

A menopausa precoce traz grande impacto para a mulher, especialmente na vida reprodutiva e sexual e, por isso, merece atenção especial. Para evitar problemas, procure fazer acompanhamento contínuo com o seu médico. E procure adotar um estilo de vida mais saudável, com uma alimentação balanceada e a prática de esportes. São regras básicas que trarão mais equilíbrio e sensação de bem-estar para a sua vida.

Acesse o link do Portal da Droga Raia: http://boletimdrogaraia.com.br/boletim/menopausa.html?utm_source=Boletim-Anticoncepcional-Agosto&utm_medium=Email-Clientes&utm_content=Menopausa-precoce-o-que-e-isso&utm_campaign=Anticoncepcional-Agosto

saúde fertilidade