Rua Américo Brasiliense, 2171- Conjunto 603/ 604

Chácara Santo Antônio- São Paulo- SP

Tel/fax: 55 11-2769- 6013

Blog Dr. Luba

TUDO SOBRE A TPM

saiba mais

Dr. Ricardo Luba é entrevistado mais uma vez na TV Aparecida. Desta vez para falar sobre a Tensão pré-menstrual. Apesar de muito falada, também é preciso diferenciá-la de uma eventual depressão. Nessa entrevista você vai saber tudo para reconhecer a TPM e reduzir seu impacto. Veja o vídeo e leia o conteúdo.

O que é TPM?

A tensão pré menstrual acontece principalmente pela serotonina, que é o hormônio que dá o prazer e o bom humor. Portanto em fases onde o corpo tem uma queda de serotonina, começamos a apresentar sintomas que são clássicos da TPM, que acontece um pouco antes da menstruação.

O que faz cair a serotonina?

As mulheres oscilam seus hormônios ao longo do ciclo menstrual e, no final do ciclo menstrual, a progesterona e o estrogênio também reduzem, diminuindo também os níveis de serotonina. Estas baixadas provocam que algumas mulheres se sentem um pouco mais tristes, entre outros sintomas.

Quais são os principais sintomas da TPM?

  • Irritabilidade
  • Cólica menstrual
  • Oscilação de humor
  • Dor de cabeça
  • Dor na mama
  • Inchaço do corpo
  • Acne

Algumas pesquisas indicam que a maioria dos crimes cometidos por mulheres ocorreram durante seu período de TPM. A primeira pesquisa neste sentido aconteceu nos Estados Unidos na década dos 60. Naquela época a pesquisa foi um pouco estrapolada, pois consideraram que os hormônios dominavam a mulher e a realidade não é assim.

Porque algumas mulheres tem TPM e outras não?

A TPM é muito individual, pois algumas pacientes são mais sensíveis que outras. Nestes aspectos influencia o fator hereditário.

Cuidado para não confundir TPM com depressão!

Os sintomas da TPM podem ocorrer desde uns 3 ou 4 dias antes da menstrução e durar no máximo até o fim da menstruação. Por isso, casos os sintomas continuam por mais tempo é preciso procurar ajuda psicológica, pois pode ser que exista um quadro de depressão.

Existe fases da vida da mulher onde a TPM é mais frequente?

Estudos indicam que existe maior incidência de TPM entre os 30 e 40 anos. Nesta fase a mulher costuma ter mais pressões externas como o trabalho e filhos, o que pode influenciar no stress e também ter influenciado nos resultados dessa tendência.

Quando a mulher não menstrua porque toma anticoncepcional de uso contínuo também tem TPM?

Sobre esse assunto existe certa controvércia, pois não está totalmente comprovado. No entanto é um fato que quando há menos oscilações hormonais pelo uso contínuo do anticoncepcional a tendência é eliminar os sintomas da TPM. Que não está ligada à menstruação, mas sim à ovulação, já que por exemplo com o DIU medicado não há menstruação, mas sim pode haver TPM enquanto a paciente estiver ovulando.

Tomar anticoncepcionais que inibem a menstruações são prejudiciais para a saúde?

Para mais informações sobre este tema clique aqui.

Nem todas as mulheres que querem deixar de menstruar conseguem, pois às vezes o fluxo continua dando-se. As recomendações para as pílulas de uso contínuo devem respeitar os riscos de cada mulher com relação ao câncer de mama e trombose.

É verdade que o chocolate alivia a TPM?

Pode ajudar, sem consumir com exageros, porque o chocolate vai aumentar a endorfina, que como consequencia ajuda a aumentar o prazer, assim como a atividade física. O problema do chocolate é que engorda e aumenta a retenção de líquidos, que vai acabar durando além do período menstrual.

Quais são as atividades físicas ideais para reduzir a TPM?

Eu recomendo as atividades aeróbicas. Correr, jogar tênis, eu gosto de recomendar lutar boxe, seria perfeito para botar tudo para fora... Mas, brincadeiras a parte, qualquer atividade física vai ajudar, principalmente as aeróbicas.

Que alimentos deixam as mulheres mais ansiosas durante a TPM?

Café é o principal alimento que aumenta a ansiedade, também o chocolate, porque apesar de aumentar a endorfina, acaba gerando a vontade de consumir mais.

O cigarro, apesar de não ter nada de alimento, também aumenta a irritabilidade.

A fluxetina, receitada por alguns médicos, cria dependência?

A fluxetina pode ser boa ou ruim, depende de se é bem ou mal indicada. A fluxetina é um antidepressivo, portanto melhora a recepção da serotonina, melhorando sintomas de depressão e da TPM. O problema é que em alguns pacientes que tenham um leve disturbio bipolar (a mania ou a depressão); nestes casos a fluxetina acaba eliminando a depressão, mas aguçando a mania, ou seja, a compulsão.

Conselhos finais sobre a TPM

É fundamental que a mulher se conheça e perceba se ela tem ou não TPM. Se quiser ter um controle mais amplo, adquira o costume de anotar em uma agenda como você se sente cada dia para identificar que os sintomas da TPM são realmente TPM ou depressão. Consciente dos próprios sentimentos estarem relacionados com o período da TPM você pode preparar-se para um período sensível do mês, onde é melhor não tomar decisões impulsivas. Caso os sintomas chegam a incapacitar a mulher, é importante procurar um médico.

0 menstruação menstruação TPM depressão serotonina

MENSTRUAR OU NÃO MENSTRUAR?

saiba mais

Diariamente em nossa prática diária como ginecologistas somos questionados a respeito desse tema. Quero citar uma matéria publicada na revista VEJA sobre esse assunto tinha a seguinte manchete: “Nem as jovens querem mais. Depois das trintonas e quarentonas, agora são as de 20 e até menos que resolvem parar de menstruar. Nos consultórios, elas pedem o uso contínuo da pílula- e os médicos dizem sim”. Vale lembrar ao jornalista que escreveu esse texto que não é bem assim...

Sabe-se que todo tratamento deve ser feito com base em cada indivíduo, respeitando ao máximo a individualidade e a opinião do paciente, que tem tido um papel cada vez maior na decisão do tratamento instituído. Não existe mais aquela medicina em que os médicos falavam o que seria feito e as pacientes acatavam sem discutir nada. Hoje em dia com o advento da Internet, da Mídia e da disponibilização de informação médica de maneira acessível e de fácil compreensão, tudo mudou. Por um lado o paciente chega ao consultório com mais informações para questionar sobre as melhores condutas e medicamentos, mas por outro lado temos que tomar um pouco de cuidado de onde esses pacientes tiram suas conclusões e informações e como comprovam que suas fontes são sérias e confiáveis. Hoje em dia o paciente tem papel fundamental na decisão da conduta a ser tomada, mas nem tudo que o paciente quer que vai ser feito.  

A mulher que quer parar de menstruar deve ter algumas questões claras:

  • Como vou me sentir se ficar sem menstruar? Será que vou achar que estou grávida todos os meses? Se você é aquela mulher que fica super preocupada com qualquer sintoma de mudança na sua vida, talvez ficar sem menstruar não seria a melhor opção para você.
  • Será que a minha menstruação me incomoda tanto assim? Tenho tanta cólica e TPM a ponto de não querer menstruar? Quais as outras indicações para ficar sem menstruar?
  • Posso usar algumas das técnicas e medicamentos disponíveis para parar a minha menstruação? Será que não apresento nenhuma contra indicação aos métodos?
  • Quais os métodos anticoncepocionais que podem levar à ausência da menstruação?
  • Existe algum método anticoncepocional que dê 100% de eficiência e que não tenha nenhum efeito prejudicial a minha saúde?
Vamos lá... Vamos tentar responder a algumas questões citadas anteriormente... Se você é daquelas pessoas que se atrasar 3 horas a sua menstruação você acha que está grávida, NÃO use qualquer método para suspender a sua menstruação pois você irá ficar praticamente louca com isso. O uso de anticoncepcional com pausa leva a um sangramento que SIMULA a menstruação normal. Isso foi feito para que a população recebesse esse método (as pílulas anticoncepcionais) com mais naturalidade na época em que foram lançadas (há aproximadamente 50 anos). Portanto, para aqueles que falam que a menstruação serve para “limpar”o organismo ou que ficar sem menstruar não é natural, a menstruação como uso dos anticonceopcionais hormonais também não é natural e após 48 horas da ingestão do último comprimido de anticoncepcional, o corpo já eliminou o hormônio contido no comprimido. Concluindo o raciocínio, então não haveria nenhum problema ficar sem menstruar, desde que a paciente não apresente nenhuma contra-indicação para o uso do método.

Quais são os métodos que levam a paciente à AMENORRÉIA (ausência de menstruação)?

Dentre os métodos que fazem a paciente ficar em amenorréia, podemos citar as pílulas anticoncepcionais de uso contínuo (como CERAZETTE®, ELANI 28®, GESTINOL 28® por exemplo) , as pílulas de baixa dose de uso cíclico ingeridos continuamente (YAS®, YASMIM®, ELANI CICLO® por exemplo) , alguns anticoncepcionais hormonais injetáveis ( DEPOPROVERA ® por exemplo), a introdução de um DIU com ação hormonal ( MIRENA®), ou aplicação de um implante no tecido subcutâneo (IMPLANON®). Dentre as contra-indicações, de maneira geral são:
  • Alergias a componentes dos métodos
  • Idade da paciente (Pacientes acima de 35 anos devem tomar cuidado por aumento do risco de trombose venosa profunda associado ao uso de anticoncepcionais hormonais)
  • Tabagismo
  • História pessoal de câncer de mamas
  • História de sangramento genital sem causa aparente diagnosticada.
  • Antecedente pessoal de Problemas cardíacos
  • Colesterol elevado
  • Antecedente pessoal de trombose venosa profunda e ou acidente vascular cerebral (AVC ou derrame cerebral)
Vale lembrar ainda que não existe nenhum método anticoncepcional que seja 100% seguro e eficaz. As pílulas, os DIUs, as injeções, o implante, a vasectomia e a laquedura tem sempre um índice de falha, conhecido como índice de Pearl e podem sempre ter complicações como irregularidade menstrual e sangramento. Portanto é fundamental perguntar ao médico ginecologista quais são as medicações e outras condições que podem interferir na eficácia do seu método anticoncepcional. Se você não quer menstruar, consulte seu ginecologista e veja se no seu caso é possível.

0 ciclo menstrual menstruar menstruação anticoncepcional